InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 24 em Ter Nov 17, 2015 12:09 pm
Últimos assuntos

Compartilhe | 
 

 A evolução da forma de como se ouve com o implante...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
fernanda-soares



Mensagens : 102
Data de inscrição : 06/05/2008
Idade : 56
Localização : Ovar

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Dom Dez 27, 2009 6:30 pm

Olá Rosa
Não coma muitos chocolates, olhe a Diabetes.......

Espero que tenhas tido um bom Natal e que o ano que se avizinha te traga tudo o que desejas.
Prabéns pela evolução e muita paciência. É isso mesmo, e quando ela nos falta inventa~se alguma coisa.

Um beijo

Fernanda
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ouvircomunicar.blogs.sapo.pt
Alice
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 425
Data de inscrição : 28/04/2008
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Dom Dez 27, 2009 6:42 pm

Rosa,

Agora com calma para escrever, espero que tenhas tido um bom Natal, com muitos mimos e rostos felizes. A verdade, é ao ler as tuas crónicas vou ficando sem palavras para descrever, acho que o mais belo de um recém-implantado activado acontece na emoção fortuita das primeiras descobertas sonoras, e isto ninguém consegue apagar do caderno ou memória.

Eu sei que apesar de as pessoas terem reacções diferentes, uma das outras em termos de sonoridade de como se ouve com o Implante Coclear, isto torna ainda mais fascinante a nível comportamental da psico-auditiva, uma natureza complexa e inquietante... mas aprender ouvir requer uma certa arte.

Imaginemos então o nosso ouvido a tentar ser constantemente afinado em redor, cujo cérebro recebe bombardeamentos de estimulação diária, cabe a nós reconhecer ao pormenor esse timbre, não basta escutar, é preciso conhecer a verdadeira natureza do som.

Os sons para mim Rosa são naturais, exactamente como as ouvia com a prótese, ou antes de ensurdecer. Nunca foi tão exacto e nítido ao ponto de mexerem com os meus sentidos, só quem esteve privado durante muito tempo, pode saborear intensamente e ter consciência do quão sublime é.

Será melhor deixares a experiência andar ao seu próprio ritmo, sem pressas, sem desespero... aprende simplesmente ouvir, dá lugar aos sons. Tudo correrá bem Rosa, vais ver!

Apesar de EU escrever as minhas crónicas no BLOG, e não aqui como gostaria se tivesse lembrado em criar o site na altura da minha activação todos poderiam acompanhar o progresso iniciado há 2 anos e 4 meses em directo, mas Rosa, quis a vida que fosses tu dar este primeiro passo. Por isso, louvo-te com as grandes conquistas em tão pouco tempo aqui presentes.

Um abraço!
Memorex aka Alice

_________________
A vida tirara-me um sentido, e mais tarde a tecnologia devolveu-ma graciosamente, de braços estendidos perante a possibilidade, bastou escolher e isso é bonito de se ver. Decifrar os sons, no corpo de adulta mas criança ao mesmo tempo. É magia. O deslumbramento de um novo renascer.
National Geographic Portugal.

Surda Profunda desde 18 meses de causa não determinada.
Implantada no Hospital dos Covões - Coimbra.
Dr.Fernando Rodrigues
Nucleus Freedom: 29/06/2007
Activação: 30/07/2007
PORTUGAL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ouvido-bionico.blogspot.com
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Ter Jan 19, 2010 1:14 pm

Olá, meus amigos!

Para dar uma lufada de ar fresco, vou anunciar algumas novidades já que estes dias de chuva são sinónimo de melancolia.

Durante quase um mês até à poucos dias atrás, não notei melhorias em relação ao IC. Há medida que o tempo passava o meu sorriso ia-se apagando, sentia uma tristeza dentro de mim por não estar a ver alguma melhoria. Então, o técnico de reabilitação auditiva decidiu mudar de estratégia (programa) para ver qual delas era melhor. Foi então, que a partir dessa altura fiquei pior, pois não suportava os sons de ambientes silenciosos e suportava aqueles que se ouviam nos ambientes ruidosos. Sendo assim, não conseguia usar o IC por mais de 1h, os nervos vinham-me à flor da pele. Só conseguia suportar o IC em ambientes de muito ruído. Chegou-se à conclusão que o programa que tinha anteriormente era o melhor para a minha situação, só que ia demorar mais tempo a notar alguma melhoria por isso tinha que ter muita paciência. Voltamos ao programa anterior… e sabem uma coisa? O meu ouvido estranhou os sons, parecia um vento dentro do meu cérebro a sussurrar-me no meu ouvido. Quando me apercebi que isso era um bom sinal, abracei esse vento com uma grande satisfação.
Depois disso, há uma semana para cá, comecei a notar alguma melhoria. Comecei a reconhecer alguns sons para além do relógio e do cão a ladrar que já descodificava à mais tempo. Quando ouvia o telemóvel ou telefone a tocar, uma máquina de costura a trabalhar, a água da torneira a correr à pressão, a minha face ficava deslumbrante com um largo sorriso. Até que enfim! Vale a pena ter paciência! Agora é sempre a melhorar!

Esta semana vou começar a terapia de fala, para ver quais são os sons das palavras que tenho mais dificuldades em interpretar e assim, em consonância com o técnico de reabilitação, melhorar os reajustes.

Até à próxima.
Um abraço,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alice
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 425
Data de inscrição : 28/04/2008
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Ter Jan 19, 2010 1:44 pm

Rosa,

[b]Ufffffffffffffff[/b, muitos dias em te ver onlinemente tão em baixo, e mais tarde de nos termos reencontrado de novo em Coimbra não percebias nada ou pouco quando falava contigo em ambiente extremamente ruidoso e por incrível pareça as pessoas com audição normal entendia-me com aparente facilidade.

Já estava a ficar preocupada se o problema era meu! lol!

Mas depois cheguei ao ponto inicial, de que estás ainda em fase de adaptação ao IC, entretanto Rosa é exactamente isto que acabaste de escrever, os progressos vem com o tempo e quando a gente menos se espera a euforia cora através do esclarecimento e acepção de como os sons, ruídos e música extravasam na abertura dos sentidos.

Ocorre uma libertação do fenómeno sensorial aliada a uma aprendizagem diária em que o cérebro tem de se acostumar primeiramente ao IC. E cabe a cada implantado descobrir nos sons a sua própria essência por mais abstracta que seja, existe uma colaboração mental redundante na presença do "querer" ajustada a uma desordem especial. Refiro-me na imprevisibilidade... manifestada de características incomparáveis da ambiguidade baseado no contexto do sistema filológico em construção do que ainda está por vir, fazer a matriz ganhar forma - a memória auditiva.

Já aí estás!

Boa! Agora sempre em frente.

Beijinhos!!!
Memorex aka Alice

_________________
A vida tirara-me um sentido, e mais tarde a tecnologia devolveu-ma graciosamente, de braços estendidos perante a possibilidade, bastou escolher e isso é bonito de se ver. Decifrar os sons, no corpo de adulta mas criança ao mesmo tempo. É magia. O deslumbramento de um novo renascer.
National Geographic Portugal.

Surda Profunda desde 18 meses de causa não determinada.
Implantada no Hospital dos Covões - Coimbra.
Dr.Fernando Rodrigues
Nucleus Freedom: 29/06/2007
Activação: 30/07/2007
PORTUGAL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ouvido-bionico.blogspot.com
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Qui Jan 21, 2010 11:50 pm

Olá!

Ontem iniciei a terapia de fala e pelo que parece não estou no zero. Já consigo identificar o som da
letra x, sem me enganar. As outras letras ainda são difíceis de identificar mesmo aqui em casa...
Já comecei a treinar palavras com monossílabas ... é díficil acertar.

Lá virá o tempo em que conseguirei identificar os sons das letras e das palavras.

Beijinhos
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LVBeethoven



Mensagens : 145
Data de inscrição : 29/04/2008
Idade : 39
Localização : Algures para os lados de Lisboa

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Sex Jan 22, 2010 10:20 am

Amiga Rosa,

Espero que a sua escalada pelo mundo dos sons, esteja no caminho do cume da perfeição auditiva... Que mesmo não existindo, tenho a certeza que ficará muito perto dele.

É com alguma alegria que recebo a notícia de que está a começar com a terapia da fala. Diria antes, treino oral auditivo, uma vez que sei o quanto bem a Rosa fala. Normalmente a terapia da fala é referida para pessoas que desde novas não conseguiram ginasticar a linguagem verbal. Ou que pouco ou nada, tiveram contacto auditivo com a linguagem verbal.
No entanto, a Rosa sabe falar muito bem!

Quanto à audição de determinados sons, sei por experiência própria, que vai ter bastantes dificuldades. Por vezes, existem sons que se confundem no processamento do sinal da fala que é transmitido às células ciliadas, estimuladas pelos eléctrodos. Como tal, deixe-me apenas alertá-la para este pequeno pormenor.
De qualquer forma, com o contexto de uma conversa, rapidamente descodificará os sons mais ambiguos, e o seu cérebro será um guia perfeito para essa mesma descodificação.

Desejo a si uma óptima caminhada, e que possa continuar a relatar o seu testemunho pela sua nova etapa da sua vida - a utilização de implante coclear.

Ficamos a aguardar ansiosos, por mais testemunhos seus.


Com os melhores cumprimentos / LVBeethoven Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Seg Jan 25, 2010 1:11 am

Olá, LVBeethoven!

Obrigada pela correcção, pois na realidade eu não deveria denominar terapia de fala uma vez que tenho uma boa oralidade, mas sim reabilitação auditiva através do treino oral-auditivo.
Como não há uma especialidade específica para a reabilitação auditiva de implantados, existem alguns profissionais que exercem essa função que são os terapeutas de fala que colaboram com os técnicos no melhoramento dos reajustes do implante coclear.

Um abraço,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Ter Fev 09, 2010 11:57 am

Olá, meus amigos!

É verdade que demorei tempo a vir aqui, mas há uma razão para isso…
Bem, vamos ao que interessa.

A qualidade de sons que se ouvem com o IC ainda é a mesma. Ainda tenho aquela sensação de ouvir os sons debaixo de um cobertor (abafados) ou através de uma parede. Ainda existe uma barreira de sons. Gostaria que os sons fossem abertos e não aprisionados. Será que um dia este meu desejo irá realizar-se? Todos dizem que sim, só tenho receio de me iludir.

Aprender a ouvir somente com o IC: Terapia oral - auditiva

Nas sessões de terapia, estou a treinar os sons das vogais por intermédio de palavras, porque aprender a ouvir as vogais por si só é uma tarefa muito difícil. Imaginem quando dizem as vogais a, e, o, u, para mim os respectivos sons assemelham-se ao som do u. Impressionante, não é? Não imaginam o quanto isso me deixa triste. A terapia auditiva serve para isso mesmo, colmatar as dificuldades através de técnicas próprias. É preciso muita paciência.
É mais fácil aprender a ouvir as consoantes. As consoantes que identifico com maior probabilidade são: x e s. Já começo a distinguir m e p, mas ainda tenho dificuldades. Ouvir f com o IC é uma coisa do outro mundo, porque sei como soa o f com a prótese auditiva. Por isso, meus amigos, vai ser difícil habituar-me a esta realidade.

Sabem uma coisa muito curiosa? Quando a terapeuta emitia um som prolongado com o mesmo tom, por exemplo uma vogal, eu sentia que ela estava a dizer uma palavra, mas não era. Foi então que me apercebi, que com o IC ouvia esse som dividido em partes o que me confundiu com sílabas de uma palavra que na realidade não era. Agora percebo porque é que não acerto na palavra mão e outras semelhantes, porque ouço duas sílabas diferentes o que não condiz com o som de mão. Isto aumentou a minha insegurança perante a audição com o IC. Penso que este problema poderá ser resolvido com os ajustes.

Também fiz treinos de sons por exemplo: coro, orquestra, cão a ladrar, piano, etc. Após o treino, consegui distinguir homens a falar de mulheres a falar. Num exercício, ao ouvir o som da orquestra confundi com um cão a ladrar. Impressionante? Estão a ver como tenho de aprender a ouvir como uma criança de meses. Só de imaginar o tempo que isto leva, é um sentimento terrível. Parece uma eternidade e volto a chamar a minha santa paciência para me aguentar.

Pode ser que em pouco tempo as coisas comecem a ter um pouco de cor … estou a precisar de me arrebitar.

Até à próxima,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LVBeethoven



Mensagens : 145
Data de inscrição : 29/04/2008
Idade : 39
Localização : Algures para os lados de Lisboa

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Ter Fev 09, 2010 12:17 pm

Olá Rosa,

Esses sons aprisionados e abafados têm de ser libertos... Pela sua descrição, sinto mais que ouve sons de uma "masmorra". (Desculpe a expressão!).
Espero que não sinta que os treinos que façam sejam uma tortura, mas uma forma de conseguir habituar-se aos sons do IC com maior rapidez.
Penso que quando estiver num patamar mais avançado de treino, e com a ajuda de alguns ajustes, talvez a sua ideia possa virar-se do avesso, e possa sentir-se mais satisfeita com aquilo que ouve.

A discriminação de vogais não é fácil, e eu também sinto essa dificuldade. Já com palavras também encontro algumas ambiguidades, pois algumas palavras apresentam-se fonicamente semelhantes.
Quando é frases, ou num enredo de uma conversa ou tema, tenho mais facilidade em acompanhar. Apesar de em alguns casos, haver lacunas por descontinuidades verificadas em palavras que não foram bem apreendidas pelo cérebro, ou pela estrutura neuro-sensorial.


Por enquanto, vai mesmo que ter paciência de chinês, que é a única forma de atingir resultados auditivos mais agradáveis...


Ficaremos a aguardar por mais testemunhos seus, para verificar que as coisas vão começar a ficar melhor.


Com os melhores cumprimentos / LVBeethoven Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Seg Mar 22, 2010 6:06 pm

Olá, caros amigos!

Venho mais uma vez aqui relatar a minha experiência com o Implante Coclear (IC) e demonstrar como o implante coclear e a prótese auditiva (PA) se complementam um ao outro.
Tenho algumas novidades que gostaria de partilhar convosco.
Esta semana ouvi três sons que me espantaram:
- um pássaro a cantar assim pprrzz-pprrzz (é como ouço com o IC). Só ouvia este som com o implante. Com a prótese era mais difícil de captar este cantarolar, mas com esse dispositivo ouço outros cantos diferentes que não discrimino com o IC, por enquanto;
- a sirene do posto dos bombeiros a tocar a 4 km de distância (ouvi este som com o IC + PA), impressionante, pois não me lembro de ouvir isso àquela distância;
- a minha cadela a arranhar nas grades de alumínio. Quando ouvi este som só com o IC, procurei saber de onde vinha, virei as costas e em cima eis a minha cadela a chamar por mim arranhando nas grades como aquelas que temos nas varandas. Nunca reparei nesse som com a prótese, sabendo que já tenho a cadela à três anos.
Quanto à discriminação dos sons da fala, passei para a discriminação das palavras numa frase. Confesso que é muito difícil discriminar as frases só com o IC, mas lá vou acertando algumas coisitas.
Reparei numa coisa que me animou muito e era um dos objectivos que pretendia atingir. Ao ouvir esta frase como um dos exemplos dados na terapia: “ O livro diz isto...”, depois de várias tentativas de discriminação só com o implante e posteriormente só com a prótese sem resultados satisfatórios, só consegui discriminar esta frase de uma forma rápida com o IC+PA ligados simultaneamente. Fiquei com uma lágrima no canto do olho, foi emocionante.
Ainda não consigo discriminar os sons graves somente com o IC. Por exemplo, só com o IC não ouço o “c” nem o “l”, entre outras letras.
Só uma curiosidade para saberem como ouço com o IC (assinalado a negrito):
- Uma pessoa diz as palavras no sentido chinês e pede para eu repetir o que ouvi. Eis alguns exemplos: pi -> pum; chei/ chau ->sol; chia/chio/chua/chui->chuva; chai -> chai.
- Ao repetir certas palavras eu ouço: tomate -> tchumatche; acho -> pássaro; vaca -> ; veia -> mãe; camarão -> Marão...
- Nas frases é mais complicado, como por exemplo: Não sei se posso -> gostas de peixe?. Smile, o "s" troco tudo por "x".
Ainda tenho uma grande caminhada para fazer, tenho de trabalhar, trabalhar, trabalhar na audição para depois colher os frutos.

Que venham os momentos mais emocionantes...
Até lá...
Abraços,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
claudia costa



Mensagens : 44
Data de inscrição : 01/09/2009

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Qua Mar 24, 2010 12:31 am

Olá Rosa,

Gostei imenso de ler as tuas experiências nas sessões de terapia.
Achei que resumiste ao máximo aquilo que consegues escutar com o IC.Melhor era impossível!
As cenas até se tornam engraçadas, comigo passou-se o mesmo!Fazia um esforço enorme para perceber o que a terapeuta dizia e saía tudo ao contrário!Ohhhh...!
As palavras tipo UPU, UBU, UNHU, e tal ...eram terríveis!Que cena hem?!
Mas aos poucos, devagarinho, vais descriminando os sons, ouvindo até aquilo que nunca tinhas ouvido mesmo quando só tinhas prótese.
Sabes, tenho um relógio cujo mostrador fica pendurado no pulso e anda sempre aos pindelículos conforme mexo a mão.Imagina tu, que só agora, a quase 5 anos de o ter é que ouço o dito a bater no meu pulso e quanto esse ruído incomoda!Claro,esta descoberta só com o IC, pois nem com a prótese o escutava, nem quando estava na minha melhor audição!
Aqui para nós, nunca mais vou levar este relógio para o meu local de trabalho...!
Pois Rosa,vai descobrindo aos poucos os sons e o gozo que isso te vai dando à medida que ultrapassas as barreiras!
Cada dia é um dia, e mais um dia, assim e sempre!
Vais conseguir!!
Bjs.

Cláudia Costa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Dom Mar 28, 2010 12:09 am

Olá, amigos!

Hoje lembrei-me de uma coisa: pedi ao meu marido para me deixar escutar o coração dele com o Implante Coclear Very Happy. Coloquei o meu ouvido implantado junto do peito dele, esperei um pouquinho e ouvi lindamente o coração dele a bater... Conseguem imaginar como fiquei?! É espectacular. À muitos anos que não me lembro de ouvir isso. Caros implantados, se ainda não experimentaram ouvir o coração dos outros experimentem agora Smile .

Até à próxima descoberta.

Abraços,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alice
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 425
Data de inscrição : 28/04/2008
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Seg Mar 29, 2010 10:45 am

Rosa,

O teu relato foi emocionante, é uma sensação fantástica ouvir o tum tum no peito da pessoa que mais amamos na vida, que progressos! Continua assim, parabéns!

Mesmo quase a completar os 3 anos de implantada, continuo a ter novidades.

Um abraço!
Memorex aka Alice

_________________
A vida tirara-me um sentido, e mais tarde a tecnologia devolveu-ma graciosamente, de braços estendidos perante a possibilidade, bastou escolher e isso é bonito de se ver. Decifrar os sons, no corpo de adulta mas criança ao mesmo tempo. É magia. O deslumbramento de um novo renascer.
National Geographic Portugal.

Surda Profunda desde 18 meses de causa não determinada.
Implantada no Hospital dos Covões - Coimbra.
Dr.Fernando Rodrigues
Nucleus Freedom: 29/06/2007
Activação: 30/07/2007
PORTUGAL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ouvido-bionico.blogspot.com
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Ter Abr 06, 2010 3:04 pm

Olá, meus amigos!

Venho aqui dizer que esta semana enchi-me de felicidade. Isto porque houve mais evoluções não só com o implante mas com a minha pronúncia. Encontrei-me com uma colega que já não a via à uns meses, ela reparou que a forma como articulo as palavras melhorou bastante, eu ainda nem dei por isso nem as pessoas que me são próximas... Fiquei radiante! Outra pessoa me disse o mesmo...

Uma conversa de grupo num ambiente barulhento é muito difícil de entender com a prótese e implante em simultâneo mesmo utilizando a leitura labial, então resolvi experimentar ouvir só com o implante, acreditem que facilitou-me bastante pois bastava associar a leitura labial ao que ouvia... mas isto só me aconteceu quando as mulheres estavam a falar e entendia razoavelmente, agora perceber o que os homens diziam era desgraça...Não ouvia os sons graves... Neutral

Quando ouço música com o implante e prótese auditiva sinto que o som sobressai mais quando estes dois dispositivos estão ligados em simultâneo. Querem saber como ouço a música só com o implante? É esquisito...pois só ouço os sons agudos da bateria, mais nada, mas digo-vos uma coisa, num ambiente rodeado de barulhos ambientais e música, ao ouvir com a prótese auditiva, a música com um som baixo fica mascarada que mal percebo se é ou não música e ao ouvir só com o implante percebe-se que é música, pois ouço a bateria... mas não ouço alguém a cantar...

Então, hoje fiz o reajuste do IC e aumentamos a altura dos sons graves para ver se discrimino melhor os sons pois não ouço as letras l, c, m, n, entre outras. Por exemplo é muito difícil discriminar as palavras “amo” de “ao”. Não consigo! Dá-me náuseas!

Cheguei a casa, almocei e lembrei-me de apanhar ar com este tempo agradável. A grande novidade é que ouvi um passarinho a cantar “priuu, piupiu” e não “przzz” com disse noutro dia, nesse momento eu estava pensativa a olhar para o chão e não me apercebi logo, passado uns instantes comecei a pensar que estava a ouvir isso só com o IC eu disse: “Não acredito no que estou a ouvir!”. Fiquei encantada.

Outra grande novidade é que atingi em média 35 dB com o IC. Em termos de quantidade de som, provavelmente irei atingir os 25 dB, pois houve umas frequências que ouvi a 25dB e o técnico disse-me que isto ainda vai melhorar. Deus que o ouça! Agora a discriminação de palavras é que é mais complicado. Neste momento, a percentagem de discriminação das palavras é de 30%, um valor relativamente baixo...mas hei-de conseguir.

Bem, hoje ficamos por aqui.

Um abraço e até breve.

Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alice
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 425
Data de inscrição : 28/04/2008
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Sab Maio 08, 2010 6:07 pm

Rosa!

Já há algum tempo não vinha aqui, então ao ler o texto sobre a questão da fala, naturalmente após algum tempo de uso com o IC a fala tende a melhorar ao longo do tempo. Sós os outros de fora é que se apercebem dessa monumental diferença, pois estamos todo o tempo com a família e para eles é como se nada tivesse sido alterado.

Os sons graves, este vilão super exigente atrapalha-nos a vida!!! É consoante o implantado, há uns que conseguem e outros requer tempo. E a mim custou-me um bocado, isto é não tinha dificuldade em distinguir no meio de diversos ruídos, mas no que toca à pronúncia verbal... lembro de completar os 4 meses de activada e aventurar-me no mundo das telecomunicações através do telemóvel, ouvia muito bem os agudos chegando a entender palavras isoladas ditas pela minha mãe, depois passou para o meu pai... olha foi uma autêntica desgraça como afirmas, ouvia mas não percebia nada do que estava a ser dito! Uma voz tão grave, a tremer no meu cérebro, jasus!!! Ora com o meu namorado sucedia a mesma coisa. Foi um desespero. Mais tarde com base de reajustes e treinamento, muita paciência esta dificuldade acabou por ser superada... mas há quem tenha uma voz mesmo nasalada e gravíssima, é para esquecer.

Ora aí, mais um episódio hilariante de palavras que acabam em L, M e AO. Que sufoco!!! Escrevi no meu blogue pequenos rabiscos, hei-de procurar para aqui colocar.

"A LETRA L

O meu pirata L, a letra mais difícil do alfabeto auditivo. Decidi avançar pois quanto mais cedo eu lidar com este pestinha melhor será para mim, claro houve muita D-I-F-I-C-U-L-D-A-D-E pois não tenho memória auditiva o que é perfeitamente normal em surdos peri-línguais (perda auditiva adquirida em plena fase do desenvolvimento da linguagem).

Eis as palavras que acertei esforçosamente, sem as saber e podia ser qualquer uma que começasse pela primeira letra, neste caso, o L.

Lápis-Lisboa-Lupa-Lilás-Leite-Luva-Lareira-Lavar-Lobo-Lixo-Livro-Lata

Aquelas que não acertei ou percebi por outras palavras:

Lago-Lava-Loiro-Leque-Lulas(luvas)-Luta-Lucas-Lesma-Larva(lava)-Largata(levanta)-Lista(lisa)-Leilão(leitão)-Limão(Lima)-Lapela(latela)

No entanto torço o nariz, acho que tenho de pedir ao técnico J.P para colocar um programa adequado ás vozes graves, é desesperante e pior ainda não reagir a elas na exacta medida que me chamam, o meu namorado sabe muito bem. Creio eu, dantes as frequências situavam num nível bastante centrado antes de ter feito o reajuste ou seja preferia o anterior mapeamento (reajuste)"


Uau! Grande salto Rosa, 35 decibéis com porta de entrada para os 20 decibéis, é designado já como Surdez Leve... de Profunda para leve com um simples ligar do processador, é assombroso!

Aproveita o som dos passarinhos a cantarolar, enquanto continuo aqui a reabilitar o meu ouvidinho implantado com muita tranquilidade.

Anseio por progressos teus!

Beijinhos
Alice

_________________
A vida tirara-me um sentido, e mais tarde a tecnologia devolveu-ma graciosamente, de braços estendidos perante a possibilidade, bastou escolher e isso é bonito de se ver. Decifrar os sons, no corpo de adulta mas criança ao mesmo tempo. É magia. O deslumbramento de um novo renascer.
National Geographic Portugal.

Surda Profunda desde 18 meses de causa não determinada.
Implantada no Hospital dos Covões - Coimbra.
Dr.Fernando Rodrigues
Nucleus Freedom: 29/06/2007
Activação: 30/07/2007
PORTUGAL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ouvido-bionico.blogspot.com
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Ter Maio 18, 2010 6:14 pm

Olá, meus amigos!

Passei bastante tempo sem escrever neste tópico, é sinónimo de evolução lenta ao passo de caracol. Foi bom a Alice introduzir um episódio da sua experiência com o IC, para eu saber que é normal não perceber bem os sons graves.
Depois do último reajuste melhorei um pouco na percepção da fala, pois aumentou-se os graves para conseguir discriminar os sons nasais...
Senti uma grande necessidade de estimular mais o ouvido, para isso resolvi comprar o mp4 e ligá-lo ao implante para ouvir música e palavras ditas em português. Ouvir os sons através do cabo que liga o mp4 ao implante, estes tornam-se mais perceptíveis do que se os ouvisse em campo livre. Ouvir música torna-se abstrato para mim, uma vez que não ouço os sons contínuos (de sopro e de teclas) , mas ouço os sons de instrumentos de percussão e alguns de cordas. A melodia da música é outra, que não corresponde com a música que é apresentada num todo. Já começo por saber identificar se numa música está alguém a cantar, mas ainda é difícil.
Também procurei sites que possuam palavras faladas em português, para libertar um pouco as pessoas que me ajudam na terapia em casa. Agora passo mais tempo a fazer terapia do que anteriormente, através de computador.
Já passo a maior parte do tempo a usar só o implante e com a ajuda da leitura labial entendo mais ou menos o que uma pessoa diz, mas a percepção da fala depende da pessoa que estou a ouvir e do ruído de fundo. Comecei por tentar ouvir televisão só com o implante, os resultados são melhores quando ouço televisão com o cabo ligado directamente ao implante e quando faço a leitura labial.
Resumindo, a percepção da fala melhorou um pouco com o uso do mp4, com ajuda de sites próprios existentes na internet, com a ajuda da televisão e pelo facto de também usar só o implante na maior parte do dia. No entanto, a percepção da fala e a música são algo que ainda tem muito que melhorar.

Até à próxima descoberta!
Beijinhos para todos,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Sex Jun 04, 2010 12:41 am

Olá!

Vi que o forúm está com pouca dinâmica neste tempo de calor. Então, aproveitei para escrever algumas novidades para dar outro ânimo...
Já passou meio ano em que fiz a activação do Implante Coclear e vejam os resultados.
Aumentei o número de sessões de terapia por serem necessárias. A verdade é que houve mais progressos, mas de uma forma mais rápida do que no mês de Abril.
Tenho ouvido muita música tanto em campo livre como no mp4. Ao fazer o treino auditivo com a ajuda do computador através de um site protuguês http://cvc.instituto-camoes.pt/aprender-portugues.html e outros sites verifiquei que percebia um pouco melhor com o cabo que liga o computador directamente ao Implante coclear do que em campo livre. Foi uma surpresa para mim.
Já discrimino mais facilmente as palavras de um determinado tema apesar de ainda confundir certos fonemas tais como: m/n, ão/au, ãe/ai, au/ai, nh/lho, r troco com s/z , por vezes p/c/t também troco se não souber o contexto da palavra, entre outros. Por exemplo dizem Rosa, eu ouço Susa. Lol...
O que me surpreendeu mais foi o facto de conseguir acertar nas vogais isoladas que ainda à pouco tempo isso estava uma desgraça. Quanto à percepção das frases é um desafio muito grande. Discrimino melhor as frases curtas tais como:Tudo bem?; Onde está a cadeira?, .... Agora frases com mais palavras torna-se muito complexo. O trabalho a ser desenvolvido para colmatar essa dificuldade é criar memória auditiva repetindo um conjunto de palavras pela ordem que foi dita para ajudar a discriminar melhor as frases mais compridas.
Também treinei sons de instrumentos musicais com um cd que acompanhava um livro...engraçado, em algumas músicas que resultam de uma combinação de sons de diferentes origens, só ouço um determinado som e os outros ficam mascarados deixando de os ouvir. Por exemplo uma flauta e um violoncelo que tocam ao mesmo tempo, só sou capaz de ouvir o violoncelo, mas a flauta não. Não sei explicar este fenómeno...
Quando chegará o dia em que os sons saiam da penumbra? Será no próximo reajuste? O meu ouvido gosta de dar as surpresas uma de cada vez e não todas ao mesmo tempo. Por isso, a melhor surpresa fica para o fim, não é?
Portanto, no mês que passou o treino auditivo foi feito quase de uma forma exaustiva e que valeu a pena, uma vez que os resultados obtidos até agora foram satisfatórios.

Nada mal. Que acham?

Até sempre,
Um abraço para todos,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alice
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 425
Data de inscrição : 28/04/2008
Localização : Setúbal

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Sab Jun 05, 2010 3:08 pm

Rosa!!

Pois é, tem alturas que fica assim como que quase adormecido, pode ser que com o 3º Encontro Nacional de Implantados o pessoal acorde... haverá mais novidades dentro de pouco tempo! jocolor

Que progressos! Também é notória que a evolução auditiva de uma criança e adulto apresentam resultados diferentes, isto porque as crianças ainda tem a plasticidade auditiva em desenvolvimento o que acaba de facilitar a aprendizagem. Enquanto a gente Rosa, basta querer e ter força de vontade para tudo vir à torna, como está a acontecer... lembro-me dos tempos conturbados, o desespero de não conseguires evoluir mais, neste caso a paciência cultivou os frutos e os resultados falam por ti.

Ora, o facto de não ouvires um ou vários sons de instrumentos musicais, bem diria que provavelmente e talvez haja duas hipóteses: primeiro os sons vem misturado, o nosso cérebro ao longo do tempo de uso do IC vai começar a abrir um leque de vários sons num só, até ao ponto de aperceberes que ouves dois acordes, de guitarra ou flauta... ou pode ser da programação em que os filtros estejam a reduzir determinadas frequências, relembrando que o som da flauta é um som agudo.

Neste aspecto quando fores reajustar o IC é uma óptima questão a ter em conta com o Técnico J e sem dúvida, vai afinar-te como deve ser.

Viva Rosa!! Viva os progressos!! Viva as conquistas!! Viva a discriminação!!

lol!

_________________
A vida tirara-me um sentido, e mais tarde a tecnologia devolveu-ma graciosamente, de braços estendidos perante a possibilidade, bastou escolher e isso é bonito de se ver. Decifrar os sons, no corpo de adulta mas criança ao mesmo tempo. É magia. O deslumbramento de um novo renascer.
National Geographic Portugal.

Surda Profunda desde 18 meses de causa não determinada.
Implantada no Hospital dos Covões - Coimbra.
Dr.Fernando Rodrigues
Nucleus Freedom: 29/06/2007
Activação: 30/07/2007
PORTUGAL
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ouvido-bionico.blogspot.com
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Sex Jun 18, 2010 1:40 am

Caros amigos!

Vou deixar aqui algumas notícias e alguns desabafos.
Fiz o reajuste no dia 14 de Junho e sai de lá um pouco assustada, pois parece que isto estabilizou. Não sei se é sinónimo de deixar de haver evolução...
Desta vez não notei diferenças em relação à programação anterior, aumentaram a altura dos sons agudos e dos graves... mas não há nada de novo.
Ainda continuo a ouvir os sons "através da parede", isto está a dar-me os nervos, não é uma sensação agradável. Possivelmente, isso poderá não desaparecer, é o que me assusta.
Estava tão desejosa que fosse desta vez que o leque de sons se abriria mais, mas não. Fiquei com um pensamento que me deixou um nó na garganta: " Onde vou arranjar, desta vez, a minha paciênica para aguentar a espera?".
Quem dera que a Nanotecnologia me traga uma nova esperança...daqui a alguns anos.
Ajudem-me a não desistir, por favor!

Um abraço amigo,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carla

avatar

Mensagens : 31
Data de inscrição : 28/10/2009
Localização : V.N.Gaia

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Sex Jun 18, 2010 7:17 am

Bom dia Rosa,
Nem sempre escrevo porque não é fácil escrever aquilo que gostaríamos de transmitir. Mas acredito que, como eu que sigo o seu caso, há muitas mais pessoas a seguir e a não acreditar que a Rosa algum dia vai desistir de lutar e acreditar que pode sempre conseguir mais. Dê tempo ao tempo, tenho certeza que vai conseguir alcançar o melhor.
A esperança na nanotecnologia… também eu vivo com ela. Falaram-me à pouco tempo que estão a fazer estudos de forma a tentarem injectar eléctrodos na coclea (microscópios), sem que fosse necessária intervenção cirúrgica. Claro que isso ainda é um sonho que ninguém consegue prever quando poderá ser tornado realidade.
Não perca a esperança e principalmente não peca a força para lutar todos os dias.
Beijinhos,
Carla
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
fernanda-soares



Mensagens : 102
Data de inscrição : 06/05/2008
Idade : 56
Localização : Ovar

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Qui Jun 24, 2010 8:54 pm

Olá Rosa, acabei de ler o seu último testemunho e resolvi dar um pouco de apoio, porque eu bem a entendo!

Não tenho sido muito assídua ultimamente aqui no Forum a escrever, no entanto faço sempre uma visita para ver as novidades.

Não nos conhecemos pessoalmente mas tenho acompanhado a sua evolução aqui no Forum e como eu vou fazer 2 anos em Agosto que fui implantada, ainda sinto algumas dificuldades como a Rosa. No entanto já me comecei a habituar a elas e começam a não me incomodar.

Claro que ainda hoje vou descobrindo sons novos e muitas vezes fico a olhar ou tenho mesmo de perguntar ao que corresponde e depois até acho piada porque por vezes são coisas tão banais.

Quanto à música ainda não consigo descriminar as letras, ou então consigo mas palavras soltas, quanto aos instrumentos não sei distinguir, mas penso que isto também se deve ao facto de eu antes não ligar à música, porque com as próteses auditivas às vezes incomodava-me o barulho. Mas claro que agora até gosto de estar a ouvir música mas tem de ser baixo gosto de ouvir rádio quando vou a conduzir e antes o rádio do carro nem o ligava.

com o telefone o telemovel foi uma mais valia, para quem já não atendia nada e agora já ouço e falo quase sem problemas.

Mas realmente o que me incomoda, ou seja, faz-me um pouco de confusão, é ouvir a minha voz e principalmente quando falo mais alto, um pouco abafada. Mas isto só acontece quando falo num tom mais alto ou grito. Mas isto tem vindo a diminuir, por isso é que a Rosa ainda refere esse som através das paredes.
Com o tempo também nos vamos habituando.

Por isso Rosa, não desanime e procure andar ocupada para não valorizar tanto esses problemas. Sabe que tudo leva o seu tempo e concerteza que o seu cerebro está a aperfeiiçoar-se a cada dia que passa.

Beijinhos

Fernanda

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ouvircomunicar.blogs.sapo.pt
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Ter Jun 29, 2010 12:42 am

Olá, Carla e Fernanda!

Obrigada pelo apoio.

Acho que cheguei a uma conclusão: com o IC eu ouço pelo cérebro e não pelo ouvido, é por isso que parece que ouço os sons através de uma "parede", enquanto que o ouvido são é uma janela aberta para o mundo dos sons, daí a forma como se ouve com o IC ser diferente. Era isto que me faltava para me convencer dessa sensação estranha.

Confesso que houve alterações a nível de audição após duas semanas do último reajuste. Essas alterações refletem-se na intensidade dos sons agudos insuportáveis, mas mais finos o que permite uma melhor percepção dos sons. Agora tenho é que usar as estratégias para diminuir o desconforto a nível do sistema nervoso causado pela estimulação eléctrica, quando o cérebro recebe os sinais eléctricos correspondentes aos sinais sonoros. Essas estratégias passam pela diminuição do volume e da sensibilidade do IC e depois um aumento gradual dos mesmos. Vamos ver se resulta assim.

Para esquecer estas dificuldades, ouço música que mais gosto no PC ou no mp4.

Breve direi mais alguma coisa.
Um abraço amigo,
Rosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rosa
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 130
Data de inscrição : 06/10/2009
Localização : Minho

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Qua Jun 30, 2010 11:59 pm

Olá, gente!

Querem saber as surpresas que tive ontem e hoje?
Ontem comparei o que ouvia só com a prótese auditiva (PA) e o que ouvia com o IC + PA. Inacreditável! Ouvir com o IC + PA é sem dúvida muito melhor do que ouvir só com a PA, descobri isto porque estava a fazer terapia de música e reparei que ao ouvir, com os dois aparelhos, uma tuna a cantar e tocar as "Ondas do Douro", sentia o dedelhar das cordas das violas, ouvia a concertina, as castanholas e a pandeireta. Uauuu. É lindo, lindo...Desde aí passei o tempo a ouvir só os Fados de Coimbra, coisa que, antes de ter o IC, não apreciava muito e não discriminava os tais sons só com a PA. Incrível!
Hoje estava no escritório a olhar para o ecrã do meu computador e ouvi o toque de mensagem do meu telemóvel. Pensei - " Não pode ser! Estou parva!". A intensidade com que ouvi esse toque parecia que o tinha perto de mim, mas não! Eu estava no 3.º piso no escritório com a porta bem fechada e o telemóvel estava no 2.º piso a carregar, bastante longe. Fui ver lá estava a mensagem! Fiquei tão feliz, só visto...
E outra descoberta que até me assustei. Neste momento em que estava a escrever aqui, ouvi um som que me parecia uma das coisas: ou era alguém a ressonar ou era uma serpente! Fui perguntar ao meu amado o que era aquilo... Imitei o som e ele soltou uma gargalhada, pois ele sabia o que era: era uma coruja! Ai credo! É assustador! Mas fiquei a conhecer esse som que nunca na minha vida ouvi.
Hoje tive uma consulta de terapia para a reabilitação auditiva, correu lindamente, foi a primeira vez que acertei rapidamente nas 6 palavras repetidas pela ordem que foram ditas, e soube que o técnico que faz a programação do IC ficou muito satisfeito, pois os resultados foram melhores do que as expectativas que tinha.
O meu rosto voltou a deslumbrar e consegui mais uma vez ganhar força, paciência e coragem que sentia ter perdido como viram...

Que os novos sons sejam bem-vindos.

Um abraço de coração,
Rosa

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carla

avatar

Mensagens : 31
Data de inscrição : 28/10/2009
Localização : V.N.Gaia

MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   Qui Jul 01, 2010 7:23 am

Bom dia, Rosa
que bom ler estas suas palavras de descoberta e felicidade. E que para mim são palavras de esperança e confiança no implante.
Tenho certeza que vai ter ainda muitas e boas surpresas. Beijinhos.
Carla.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Filipa



Mensagens : 51
Data de inscrição : 08/05/2008
Idade : 40
Localização : Ribatejo

MensagemAssunto: Muito bom!   Qui Jul 01, 2010 11:41 pm

É muito bom o implante, o som que se ouve não é comparável com a prótese auditiva!
cheers
Bjs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A evolução da forma de como se ouve com o implante...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A evolução da forma de como se ouve com o implante...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Forma correta de escrever e falar ?
» razão entre segmentos
» Arranjo, Permutação E Combinação Simples
» Como o ateu vê como foi a formaçao de todas as coisas?
» Quando Deus criou o homem já existia o macaco... (Evolução e Criação)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Implante Coclear :: Testemunhos de Adultos Implantados.-
Ir para: